Cães e detetives particulares enfrentam qualquer dificuldade para encontrar pets desaparecidos

72
Cães e detetives particulares enfrentam qualquer dificuldade para encontrar pets desaparecidos
D.R.

O que fazer quando um bichinho de estimação foge?

Detetives particulares, que antes buscavam por pessoas, agora se especializaram em encontrar cães, gatos e até jabutis que desapareceram.

O serviço de resgate dos pets não é barato. As equipes enfrentam qualquer dificuldade. Usam a tecnologia e, principalmente, o faro de cães para encontrar e devolver quem estava perdido.

Acompanhe a reportagem do apresentador André Azeredo.

Patas cruzadas e uma preguiça gostosa.. Mas não se engane com esse jeito cansado do Barão. É já que ele adota um comportamento atento e vigilante.

Qual será a especialidade deste cachorrão de 9 anos? Pelo nome da raça vai ter uma ideia, rastreador brasileiro.

Segundo o investigador forense, Armando Lourenço Júnior, os cachorros são treinados apenas para farejar e eles não podem morder ou avançar em outros animais nem em pessoas.

Estes cães são treinados para encontrar outros cachorros ou qualquer tipo de mascote que tenha sumido.

A busca por pets desaparecidos se tornou um negócio para empresas que antes eram especializadas em procurar pessoas.

Felipe Sevilhano está neste ramo há quatro meses e diz que atualmente o serviço de procura de animais já representa mais ou menos 30% do negócio.

É um serviço que custa, em média, R$ 2.000 por dia com direito a drone e vários equipamentos de resgate. Oferecem até soro antiofídico para o cachorro, caso ele seja picado por uma cobra.

Com 500 resgates no currículo e sete anos de experiência, o Barão foi acionado para uma missão na Serra do Mar: encontrar um cãozinho desaparecido no litoral de São Paulo.

Viviane estava angustiada em busca do Filipe, recém adotado por ela junto com outros dois inseparáveis vira-latas, o Branco e a Cacau.

Foi na praia do Guaiúba, no Guarujá, litoral de São Paulo, que Viviane adotou estes cães que viviam abandonados na praia.

Viviane notou o hábito deles de desaparecerem por duas ou três horas enquanto andavam pela mata fechada numa reserva ecológica, mas no final sempre voltavam.

O problema foi o dia em que um deles não voltou. Conta que foi a primeira vez que isso tinha acontecido e por isso, ela ficou apavorada. A procura dela já durava três dias.

Barão então vasculhou a floresta.

O treinador explica que, quando ele acha uma pista nova, o seu comportamento muda. Fica agitado, mexe a cabeça, a sua cauda se ergue. Em alguns momentos ele chega a se arrepiar e, quando o alvo está bem próximo, ele late.

Final feliz! Barão acabou encontrando o cachorro desaparecido. O momento do reencontro é emocionante. A tutora chora e abraça Filipe.

Confira reportagem completa aqui:

Conjugando informação e entretenimento para toda a família, ‘Domingo Espetacular’ é o programa que torna a sua noite mais especial. O formato de sucesso apresenta conteúdos relevantes e atuais sobre os mais variados segmentos, incluindo notícias do Brasil e do mundo.

Domingos, 01:30 (Lisboa/Londres)